Música nas Igrejas

Bene+Dictus na Igreja do Carmo da Sé

1º de abril – 19h30 – Igreja do Carmo da Sé (Centro)

Bene+Dictus interpreta Couperin

Bene+Dictus interpreta Couperin

Iniciando os concertos da Páscoa, o conjunto vocal Bene+Dictus, dirigido por Félix Ferrà, realiza o concerto comemorativo de seus 10 anos de atividades dedicados ao canto gregoriano, polifonia medieval, renascentista e música barroca. O programa gira em torno da obra-prima de François Couperin – as Lições de Trevas. O Ofício de Trevas, no qual se faz a leitura do livro bíblico das Lamentações do Profeta Jeremias, é um dos pontos altos das celebrações litúrgicas da Semana Santa e por isso foi tema, ao longo da história da música, de diversas obras-primas de compositores importantes. No universo do barroco francês, brilham de modo especial estas Leçons de Ténèbres de François Couperin, compositor genial mais conhecido por suas obras para cravo, que viveu em Paris entre 1668 e 1733.

Na época de Couperin, o Ofício de Trevas era celebrado nos mosteiros e catedrais na penumbra, com a iluminação proveniente apenas de um grande candelabro de 15 velas. A cada versículo cantado, uma vela era apagada, de modo que ao final do ofício, o templo estava na total escuridão (daí o nome “Ofício de Trevas”). As Lamentações de Jeremias descrevem os sofrimentos dos hebreus exilados com a queda de Jerusalém ante os babilônios. Trata-se, portanto, de poesia sobre o mistério do sofrimento e da morte, dos quais a Igreja lança mão para aprofundar o sentido da redenção realizada pelo Cristo, através do seu sacrifício na Cruz.

Como toda a reflexão quaresmal, o Ofício de Trevas não é um fim em si mesmo, mas aponta para o triunfo da vida no grande júbilo da Ressurreição de Cristo, celebrado na manhã de Páscoa.

Bene+Dictus

Bene+Dictus

O Bene+Dictus foi fundado em 1998 e desde então tem se dedicado a resgatar o repertório de música sacra que antecede o período clássico, incluindo o canto gregoriano e a polifonia medieval. Realizou diversas primeiras audições brasileiras de obras célebres como a Missa de Barcelona, as Vésperas de Nossa Senhora, de Monteverdi, o Confitebor, de Galuppi, o Miserere, de Allegri, dentre outras. Em 2001, lançou o CD Palestrina – Missa Sicut Lilium, com patrocínio da Imperial Irmandade do Outeiro da Glória e da Prefeitura do Rio de Janeiro. Em 2002, realizou turnê por São Paulo e Brasília, tendo seu concerto no Centro Cultural do Banco do Brasil na capital sido apresentado pela TV Senado como programa especial da noite de Natal daquele ano. Em 2006, foi convidado pela Prefeitura do Rio de Janeiro para abrir as comemorações pelos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil, com uma série de concertos de música da Capela Real, incluindo uma primeira audição moderna do Gloria da Missa Concertada de Marcos Portugal.  A direção musical é de Félix Ferrà, gregorianista fundador e regente do grupo, além de produtor de música sacra da Rádio MEC FM e membro honorário da Academia Nacional de Música.

Bene+Dictus

Direção musical e regência: Félix Ferrà

Solistas: Doriana Mendes e Laila Oazem (sopranos)
Coro: Dêmades Gomes, Fernando Moura, Geilson Santos, Joaquim Broxado (Simô), Luiz Kléber Queiroz, Rivelino de Aquino
Viola da gambá: Mario Orlando
Órgão de câmara: Maria Aida Barroso

Programa

  • Introdução – Domine Labia Mea Aperies / Deus In Adjutorium – Gregoriano e Organum
  • François Couperin – Primeira Lição do Ofício de Trevas – Solista: Doriana Mendes
  • Responsório gregoriano: Sicut Ovis
  • François Couperin – Segunda Lição do Ofício de Trevas – Solista: Laila Oazem
  • Responsório Gregoriano: Ecce Vidimus Eum
  • François Couperin – Terceira Lição do Ofício de Trevas – Solistas: Doriana Mendes e Laila Oazem
  • Responsório Gregoriano: O Vos Omnes
  • Conclusão
  • Gradual Christus Factus Est / G. P. da Palestrina (tutti)

:, , , , , ,

1 Trackback ou Pingback para este artigo

Deixe seu comentário

Procurando algo?

Use o campo abaixo para procurar pelo site:

Ainda não achou? Deixe um comentário ou entre em contato!

Arquivos

Todas as entradas, em ordem cronológica